Fluminense de Feira de Santana Futebol Clube - Bahia

Fluminense
Globo/RN
16/08/2017 ás 20:30:00
Estádio Alberto Oliveira - Joia da Princesa
O Fluminense
História

O Fluminense foi fundado no dia 1º de janeiro de 1941,por um grupo de jovens feirenses, que eram torcedores do Fluminense do Rio de Janeiro. A paixão era tanta que as cores eram similares as do homônimo carioca. O seu primeiro presidente foi Wilson da Costa Falcão e a diretoria era composta por nomes como Osvaldo Coelho Torres (vice-presidente); Laudelino Lacerda Pedreira, Otto Emanuel de Carvalho (secretários); Ariston Carvalho (diretor-técnico); Simonidas Carneiro (assistente); Fernando Garcia (diretor de sede); Colbert Martins (orador);Adroaldo Dórea, Alberto Oliveira e Valter Mendonça (médicos) e Humberto Luiz Portela e João da Costa Falcão (advogados).A primeira escalação, ainda como amadores, era formada por Newton (goleiro), Chico (lateral-direito), Zé Barros (zagueiro central), Brasilton (volante), Bianchi (volante), Tuta (lateral-esquerdo), Nogueira (ponta-direita), Heitor (meia-direita), Pamponet (centroavante), Tó (meia-esquerda) e Carlito (ponta-esquerda). Newton ainda se tornou prefeito da cidade em 1970.

A equipe se filiou à Liga Feirense em 1944 e, após três anos de filiação, o Touro do Sertão, como é conhecido o clube, conquistou o primeiro de quatro títulos amadores. As outras conquistas vieram em 1949, 1950 e 1953. Em 1953 o troféu de tricampeão foi recebido, já que o campeonato não foi disputado em 1951 e 1952.

Em 1954 aconteceu o primeiro grande passo na história do clube. Convidado pela Federação Baiana de Futebol, o Fluminense de Feira se tornou profissional e em 6 de junho do mesmo ano empatou com o Vitória no estádio da Fonte Nova por 1 a 1 em sua estréia. O gol da equipe foi marcado por Alfredo.

Durantes 13 anos o Flu foi o único time do interior a participar da primeira divisão do Campeonato Baiano. Nesse período conquistou o vice-campeonato em 1956, perdendo a final para o Bahia, mas sete anos depois o título finalmente veio em cima do Tricolor baiano. A partir de 1967, outros clubes do interior, juntaram-se ao Fluminense e aos grandes da capital para disputar a primeira divisão. O Touro do Sertão dois mais tarde, em 1969, o time conquistou de forma brilhante o título estadual, de maneira antecipada e com direito a criação do slogan “Durmo líder e acordo líder”

É o time também no interior baiano com maior participação em competições nacionais tendo inclusive disputado o Campeonato Brasileiro em todas as suas divisões (A, B, C e D). Conta com uma legião de torcedores não só em Feira de Santana, mas em outras cidades espalhadas pela Bahia. O Touro do Sertão é respeitado e admirado por todos e mesmo outras equipes tendo conquistado títulos estaduais, o Flu é quem continua ostentando a condição de ter estado em sete finais de competição, sendo que conquistou dois títulos estaduais e outros cinco vice-campeonatos.  

Mascote

O mascote oficial do Fluminense de Feira de Santana é o touro, símbolo da força e do poder que o clube possui. É por meio de seu mascote que o Flu ganhou o apelido pelo qual é conhecido, Touro do Sertão.

Diretoria
Nome
Cargo
Everton Cerqueira
Presidente (interino)
Gerinaldo Costa
Presidente (Licenciado)
José Francisco Pinto
Diretor de futebol
Junior Mesquita
Assessor
Leon Wanderley
Diretor das divisões de base
Luiz Carneiro Paolilo Filho
Vice-presidente de futebol
Luiz Paolilo Filho
Vice-presidente de futebol
Mizael Freitas
Diretor financeiro
Renildo Brito
Diretor de amadores
Valdir Oliveira
Gerente de registro

 

Hino do Fluminense

Letra do Hino

Letra e música: Antônio Moreira

Fluminense, bravo touro pioneiro
Alegria da torcida tricolor
Entre os clubes da Bahia, o primeiro
No gramado tu és sempre o vencedor
Tua glória merecida e honrada
Em três cores
Ostentando tua fibra
A tua bandeira
É a mais querida.
Avante, avante, avante, Fluminense
É hora, é hora
Queremos mais um gooool!
Com ênfase, bradamos teu refrão
E repetimos a alegria da vitória.

Ouça nosso Hino

Clique aqui para baixar

 

 
 
Apoio